Avenida Luís Viana - Paralela

Avenida Luís Viana – Paralela

A Avenida Luís Viana, antes denominada Avenida Luís Viana Filho é muito conhecida como Avenida Paralela ou simplesmente Paralela, é uma importante via pública da cidade. O nome é uma homenagem ao ex-governador da Bahia Luís Viana, inaugurada pelo seu filho, então deputado Luís Viana Filho.

Com pouco mais de treze quilômetros de extensão, a Paralela liga a região do Iguatemi (Avenida Antônio Carlos Magalhães) ao bairro de São Cristóvão, nas proximidades do Aeroporto e da divisa de Salvador com Lauro de Freitas. Em conjunto com a BR-324, compõe os eixos estruturantes do sistema viário soteropolitano.

Ao longo da avenida encontram-se importantes polos atratores de fluxo, como o Parque Tecnológico da Bahia, o Estádio de Pituaçu, o Centro Administrativo da Bahia (CAB), campus universitários e diversos condomínios residenciais como por exemplo o Alpha Ville.

As estações de metrô da cidade foram expandidas para a paralela no ano de 2017, colaborando com o fluxo na região que por ser uma via de acesso a grandes bairros, além do aeroporto da cidade.

A Avenida Paralela continua sendo considerada uma área de expansão urbana, o que possibilita que a mata seja suprimida para dar lugar a novos empreendimentos imobiliários, por isso tornando-a o maior eixo de desenvolvimento de Salvador.

A avenida foi construída no contexto das intervenções urbanas viárias da década de 1970 em Salvador. Em alternativa à Estrada Velha do Aeroporto (EVA), um novo caminho foi aberto aos bairros e praias mais ao norte da cidade, como Pituaçu e Itapuã.

Posteriormente foram surgindo os bairros Mussurunga, Bairro da Paz, Patamares, Imbuí, Pituaçu, Sussuarana, São Rafael, São Marcos, Trobogy, Nova Brasília, Fazenda Grande, além das universidades, colégios e grandes condomínios foram também acompanhando o crescimento da região.

Paralela Engarramento

Quem chega ao aeroporto e tem como destino a cidade trafega por ela ou parte dela caso faça o trajeto pela orla da cidade. Então fique sempre atento aos horários de pico da região caso não queira perder o horário do voo, é muito comum os turistas desapercebidos ficarem presos em seu enorme engarrafamento em horários de grande movimento na via.

Quem visitou a região a pouco antes do ano de 2014 viu uma imagem bem similar ao da foto, muito verde e mata nativa que servia de abrigo a diversos animais. Hoje toda essa área foi invadida pela selva de pedra, prédios, shoppings, universidades, entre outros e a cada dia é reduzida a área verde da região.

Deixe uma resposta